PALMARES   

SANTOS F.C.

Champions du Brésil

1913 – Campeão Santista (invicto)
1915 - Bicampeão Santista (invicto)
1928 - Campeão Torneio Início (Apea)
1935 - Campeão Paulista (LPF)
1937 - Campeão do Torneio (LPF)
1949 - Campeão da Taça Cidade de São Paulo
1951 - Torneio Quadrangular de Belo Horizonte (Campeão Invicto) 
1952 - Campeão do Torneio (FPF)
1952 - Campeão da Taça Santos 
1955 - Campeão Paulista (2º)
1956 - Campeão da Taça Gazeta Esportiva (24 jogos invicto)
1956
- Torneio Internacional da FPF
1956 - Campeão do Torneio de Classificação (17 jogos invicto)
1956
- Bicampeão Paulista (3º)
1958 - Campeão Paulista (4º)
1959 - Troféu Dr. Mário Echandi
1959 - Torneio Pentagonal do México
1959 - Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Rio/S. Paulo)
1959 - Troféu Tereza Herrera (Espanha)
1959 - Torneio de Valencia (Espanha)
1960 - Troféu de Gialorosso (Itália)
1960 - IV Torneio de Paris
1960 - Campeão Paulista (5º)
1961 - Torneio da Costa Rica
1961 - Torneio Pentagonal de Guadalajara (México)
1961 - Bicampeão do Torneio Paris
1961 - Torneio Itália/61
1961 - Bicampeão Paulista (6º)
1961 - Campeão Brasileiro (1º) Taça Brasil (Na decisão, o Peixe goleou o Bahia por 5 a 1, com gols de Pelé (3) e Coutinho (2). A partida foi realizada no dia 27/12/1961. O Santos FC atuou com: Laércio (Silas); Lima, Mauro (Olavo) e Dalmo; Zito (foto) e Calvet; Dorval, Tite, Coutinho, Pelé e Pepe.
)
1962 - Bicampeão Brasileiro - Taça Brasil (A partida final foi contra o Botafogo, no Maracanã. O Santos FC aplicou uma goleada de 5 a 0, gols de Pelé (2), Pepe, Dorval e Coutinho. A equipe jogou com: Gilmar; Lima, Mauro e Dalmo; Zito e Calvet; Dorval, Mengálvio, Coutinho (Tite), Pelé e Pepe.
)
1962 - Campeão Sul-Americano Interclubes
1962 - Tricampeão Paulista (7º)
1962 - Campeão Mundial Interclubes
1963 - Tricampeão Brasileiro - Taça Brasil (O título veio após derrotar o Bahia por 2 a 0, com dois gols de Pelé. O técnico escalou o seguinte time: Gilmar; Ismael, Mauro e Geraldino; Haroldo (Joel) e Lima; Dorval, Mngálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.
)
1963 - Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Rio/S. Paulo)
1963 - Bicampeão Sul-Americano Interclubes
1963 - Bicampeão Mundial Interclubes
1964 - Bicampeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa(Rio/S. Paulo)
1964 - Campeão Paulista (8º)
1964 - Tetracampeão Brasileiro - Taça Brasil (Com um empate sem gols contra o Flamengo, no Maracanã, o Santos FC garantiu seu quarto título nacional. O Alvinegro jogou com a seguinte formação: Gilmar; Ismael, Modesto e Geraldino; Zito e Haroldo; Toninho Guerreiro (Lima), Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.
)
1965 - Torneio Hexagonal do Chile
1965 - Torneio de Caracas (Venezuela)
1965 - Torneio Quadrangular de Buenos Aires (Argentina) 
1965 - Bicampeão Paulista (9º)
1965 - Pentacampeão Brasileiro - Taça Brasil (Por 1 a 0 (gol de Pelé), o Santos FC venceu o Vasco da Gama e chegou ao título. O Peixe jogou com: Gilmar; Carlos Alberto Torres, Mauro, Geraldino e Lima; Orlando, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé (foto) e Pepe.
)
1966 - Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Rio/S. Paulo)
1966 - Torneio de Nova York
1967 - Campeão Paulista (10º)
1968 - Torneio Quadrangular Roma/Florença
1968 - Torneio Amazônia
1968 - Torneio Octogonal Chile (Nicolau Moran)
1968 - Bicampeão Paulista (11º)
1968 - Torneio Pentagonal de Buenos Aires
1968 - Hexacampeão brasileiro - Torneio Roberto Gomes Pedrosa (1º Taça de Prata) (Novamente contra o Vasco da Gama, o Peixe chegou a mais um título. A equipe venceu por 2 a 1, com gols de Toninho Guerreiro e Pelé. Na partida que deu o título ao Santos FC, o time jogou com: Cláudio; Carlos Alberto Torres, Ramos Delgado, Marçal e Rildo; Clodoaldo e Lima; Edu, Toninho Guerreiro (Douglas), Pelé e Abel (Adílson).
)
1968 - Recopa - Sul-Americano Interclubes
1968 - Recopa - Mundial Interclubes
1969 - Tricampeão Paulista (12º)
1969 - Torneio de Cuiabá  
1970 - Torneio Hexagonal do Chile
1970 - Taça Cidade de São Paulo
1971 - Torneio de kingston - Jamaica - Triangular
1972 - Fita Azul do Futebol Brasileiro (17 partidas invicto)
1973 - Campeão Paulista (13º)
1975 - Torneio Governador do Estado - Taça Laudo Natel
1975 - Torneio Governador da Bahia (Roberto Santos)
1977 - Torneio Hexagonal do Chile
1977 - Torneio Triangular do México (Leon)
1978 - Campeão Paulista (14º)
1983 - Torneio Vencedores da América (Uruguai)
1983 - Torneio Cidade de Barcelona (Espanha)
1984 - Torneio Início
1984 - Campeão Paulista (15º)
1985 - Torneio Copa Kirim (Japão)
1987 - Torneio Cidade de Marseille - 1º edição (França)
1990 - Super Copa Americana (China)
1994 - Copa Denner
1996 - Torneio de Verão (Santos)
1997 - Torneio Rio/S. Paulo
1998 - Copa Conmebol
2002- Heptacampeão brasileiro-Campeonato Brasileiro (1º) (Em uma partida eletrizante, o Santos FC venceu o Corinthians por 3 a 2, com gols de Robinho, Elano e Léo. O jogo aconteceu no dia 15 de dezembro de 2002, no Morumbi e foi eternizado pelas oito pedaladas de Robinho no lateral adversário antes de sofrer o pênalti que resultou no primeiro gol (foto). O Peixe, do técnico Emerson Leão, atuou com: Fábio Costa; Maurinho, Alex, André Luiz e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano, Diego (Robert) (Michel) e Elano; Robinho e William (Alexandre).
)
2004- Campeão da Copa Federação Paulista de Futebol (1º)
2004- Octacampeão brasileiro-Campeonato Brasileiro (2º)
O Santos Futebol Clube conquistou, neste domingo (19), seu oitavo título brasileiro ao vencer o Vasco da Gama, em São José do Rio Preto (SP), por 2 a 1 (gols de Ricardinho e Elano para o Peixe) em um torneio de pontos corridos muito disputado, onde o Alvinegro brigou até a última rodada com o Atlético-PR pelo título.

2006- Campeão Paulista (16º) Depois de ver o São Paulo estragar uma festa que poderia ter sido antecipada em duas rodadas, o Santos pôde, enfim, comemorar o título do Campeonato Paulista, o que não acontecia desde 1984. Neste domingo 9 de abril de 2006, no estádio da Vila Belmiro, o time do técnico Wanderley Luxemburgo só dependia de si mesmo e não decepcionou sua torcida: 2 a 0 sobre a Portuguesa e o seu 16º título do Estadual. A edição 2006 do Paulistão termina com o Santos em primeiro lugar na tabela, com 43 pontos, 14 vitórias, apenas um empate e quatro derrotas. O clube da Baixada anotou 33 gols durante a competição e levou 19, melhor defesa do Estadual. Time Campeão: Fábio Costa; Manzur, Ronaldo Guiaro e Luiz Alberto; Fabinho, Maldonado, Cléber Santana, Léo Lima e Kléber; Rodrigo Tabata e Reinaldo.

2007- Bicampeão Paulista (17º) Santos, o time da virada; Santos, o time do Amor. A canção vinda das arquibancadas lotadas do Morumbi embalou o time do Peixe rumo ao seu 17º título Estadual. A conquista veio com uma vitória por 2 a 0 sobre o São Caetano neste domingo (6). Os heróis da partida foram o zagueiro Adaílton e o atacante Moraes, autores dos gols. O título veio graças a excelente campanha feita pelo time na primeira fase, quando terminou na primeira colocação e garantiu a vantagem de jogar por dois empates na semifinal e na final. Assim, os 2 a 0 deste domingo (6) foram suficientes para reverter a vantagem do adversário (que venceu pelo mesmo placar na semana passada) e assegurar o grito de É Campeão. Time Campeão: Fábio Costa; Maldonado, Adaílton, Ávalos e Kléber; Rodrigo Souto, Cléber Santana (Carlinhos), Pedrinho (Rodrigo Tabata) e Zé Roberto; Jonas (Moraes) e Marcos Aurélio. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

2010- Campeão Paulista (18º) Uma decisão como há muito tempo não se via. É assim que pode ser definida a final do Campeonato Paulista de 2010, entre Santos e Santo André, neste domingo 2 de maio, no Pacaembu. Com quatro expulsões e lances emocionantes tanto de um lado quanto do outro, o Peixe ficou com o título estadual, mesmo sendo derrotado por 3 a 2. Dono da melhor campanha do Paulistão, o Peixe conseguiu segurar a vantagem construída no primeiro duelo decisivo, quando venceu por 3 a 2, no último domingo, para conquistar o 18° título paulista de sua história. Time Campeão: Felipe; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Rodrigo Mancha, Arouca, Marquinhos e Paulo Henrique; Neymar (Roberto Brum) e Robinho (André)(Bruno Aguiar)  Técnico: Dorival Júnior.

2010- Copa do Brasil  Sensação do futebol brasileiro na temporada, o Santos chegou a mais um título. Com direito a sofrimento, o Peixe perdeu para o Vitória por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Barradão. Mas, apesar do revés, os santistas conquistaram o título, pois tinham vencido o primeiro jogo, por 2 a 0, na Vila Belmiro. O gol do zagueiro Edu Dracena, no final do primeiro tempo, foi o gol do título. Time Campeão: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Arouca, Wesley e Paulo Henrique Ganso; Neymar (Marcel), Robinho (Rodriguinho) e André (Marquinhos)  Técnico: Dorival Júnior.

2011- Bicampeão Paulista (19º) Foi dramático, como final normalmente é. Chuva fina, campo molhado, falhas de goleiros. Nervosismo, tensão e, finalmente, explosão. O Santos é bicampeão paulista. Um título histórico, o primeiro conquistado numa final de fato na Vila Belmiro. A vitória por 2 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro (o jogo de ida, domingo passado, no Pacaembu, havia sido 0 a 0), confirmou a vocação vitoriosa da nova geração de Meninos da Vila, capitaneada por Neymar. Time Campeão: Rafael; Jonathan (Pará), Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Adriano, Arouca, Elano e Alan Patrick (Rodrigo Possebom); Neymar e Zé Eduardo;  Técnico: Muricy Ramalho

2011 - Tricampeão Libertadores da América Na decisão, assim como aconteceu no primeiro título santista na Libertadores, o Peñarol (Uruguai) era a equipe a ser batida. Após o empate por 0 a 0, no Estádio Centenário de Montevidéu (Uruguai), os santistas não deixaram escapar a chance de soltar o grito de "campeão" no Pacaembu, empurrado por 40 mil torcedores, dando fim à espera. Com isso, o time que marcou época com Pelé, volta a pintar de branco e preto a América, 48 anos depois: Santos campeão da Copa Libertadores 2011. Local: Estádio Municipal do Pacaembu, em São Paulo (SP). Data: 22 de junho de 2011, quarta-feira. GOLS: SANTOS: Neymar, a um minuto do segundo tempo, e Danilo, aos 23 minutos do segundo tempo PEÑAROL: Durval (contra), aos 35 minutos do segundo tempo. Time Campeão: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Adriano, Arouca, Elano e Paulo Henrique Ganso (Pará); Neymar e Zé Eduardo Técnico: Muricy Ramalho

2012 - Tricampeão Paulista (20º) O Santos confirmou seu amplo favoritismo e conquistou um feito inédito desde os tempos de Pelé. Na tarde deste domingo, o atacante Neymar marcou dois gols e garantiu o tricampeonato paulista ao Peixe, com a vitória por 4 a 2 sobre o Guarani, no estádio do Morumbi, depois do triunfo por 3 a 0 no primeiro jogo da decisão.

Time Campeão: Rafael; Henrique, Edu Dracena, Durval e Juan (Léo); Arouca, Ibson, Elano (Felipe Anderson) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho

 

2012 - Campeão Recopa Sulaméricana No ano de seu centenário, o torcedor do Santos ganhou mais um motivo para comemorar na noite desta quinta-feira, 26 de setembro. Isto porque o Peixe derrotou a Universidad do Chile, por 2 a 0, no Pacaembu, garantindo o título da Recopa Sul-americana, a segunda taça do clube na temporada – a primeira havia sido do Campeonato Paulista. Neymar, que voltou a perder um pênalti, abriu o placar e o zagueiro Bruno Rodrigo garantiu o triunfo sobre La U.

Time Campeão: Rafael; Bruno Peres (É. Páscoa), Bruno Rodrigo, Durval e Léo (G. Magrão); Adriano, Arouca, Felipe Anderson e Patito Rodríguez (Miralles); Neymar e André. Técnico: Muricy Ramalho

2015 - Campeão Paulista (21º) O Santos FC é o Campeão Paulista. Na tarde deste domingo, 03/05/15, na Vila Belmiro, o Peixe venceu o Palmeiras por 2 a 1 no tempo regulamentar e sacramentou seu 21° título estadual nos pênaltis, derrotando o seu rival por 4 a 2. Ainda no primeiro tempo, David Braz e Ricardo Oliveira balançaram as redes. Na etapa final, Lucas descontou para os visitantes. Time Campeão: Vladimir: Victor Ferraz, Werley (Gustavo Henrique), David Braz e Chiquinho; Valencia (Leandrinho), Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Ricardo Oliveira e Robinho (Cicinho). Técnico: Marcelo Fernandes.

2016 - Campeão Paulista (22º) O Santos FC é o Campeão Paulista. Na tarde deste domingo, 08/05/16, na Vila Belmiro, o Peixe venceu o Audax por 1 a 0 no tempo regulamentar e sacramentou seu 22° título estadual depois do empate 1 a 1 em Osasco. No segundo tempo, Ricardo Oliveira balançou as redes. Time Campeão: .....